Hélio Martins Coelho
  • Palavras chave

  • Tomar de quem tem para dar para ninguém!!!


    A “Esquerda Neo liberal” é uma invenção do diabo para adaptar-se a globalização. Ganhou o poder montado no Real e “navega” alegando a necessidade de obedecer a globalização.

    Reconheceu uma realidade muito forte no pais: poucos ganham muito e muitos ganham pouco.

    Usando como alavancas a abertura comercial, o cambio defasado e os juros assassinos, pensa que vai resolver os problemas de distribuição de renda e transformação da sociedade; TOMANDO DE QUEM TEM, PARA DAR PARA NINGUÉM.

    Como ele fez isso :

    - Aumentou os impostos que já eram altos

    - Embalou a Reforma Agraria, modificando as leis existentes e prestigiando as invasões de propriedades pelo MST e agora por outras organizações inclusive Sindicatos e Federações.

    - Forçou a venda de empresas brasileiras endividadas para as multinacionais.

    - A pobreza teve algum aumento do poder de consumo pela eliminação do imposto inflacionário.

    - Mas a pobreza aumentou pelo desemprego

    - O interior ficou mais pobre, pela diminuição da rentabilidade da lavoura.

    Resumo da festa :

    1- Brasileiro rico ficou mais pobre, exceto o que foi para Flórida, Paraguai, Bolívia, Uruguai e Argentina.

    2- Trabalhador está desempregado ou sob ameaça de desemprego

    3- Multinacionais substituíram os empresários brasileiros, ou o próprio Governo, nas Estatais privatizadas.

    4- Não houve reforma política, nem eleitoral, nem administrativa.

    5- A carga Tributaria é ascendente. Pagam todos, ricos e pobres. CPMF, FINSOCIAL, PIS-PASEP, INSS, ICMS, IPI e outros 50 impostos e taxas. De cada 100, no valor do produto, no final os Governos ficam com 30 !!

    6- Esses impostos perdem-se no emaranhado do governo, não saem nem obras nem melhorias reais no setor público. Não dá nem para pagar funcionários e suas aposentadorias!!

    7- A Segurança, Justiça, Saúde e Educação, só melhoraram na televisão.

    A Comunidade Solidária e outros programas copiados do México, nem “arranham” a superfície do problemas.

    O líder da esquerda com ação Neo-liberal, teve a competência de continuar esquerdista e obter o suporte duma manada de políticos das mais variadas colorações.

    Trabalhou tão bem que, não sobrou ninguém com carisma suficiente para disputar com ele nas eleições presidenciais. Em 2002 entrega o poder para quem?

    OS NOVOS GOVERNADORES

    Esquerdistas puros
    - Rio Grande do Sul
    - São Paulo – Covas
    - Mato Grosso do Sul – Zeca

    “Meio Esquerdistas”
    - Paraná – Jayme Lerner

    Indecisos
    Rio de Janeiro – Garotinho
    Minas Gerais – Itamar

    Portanto os grandes estados com maior população e maior economia tenderam para a esquerda.


    Resultado: Grande desemprego, depressão econômica. Acumulação de um grande Lumper proletanat, principalmente sob a forma de acampamentos de Sem-Terra.

    É ISSO QUE A POPULAÇÃO QUER ?!

    Categorias: 1999 | Nenhum comentário »

    Por que estou no acampamento?


    O capataz me perguntou:
    — Doutor, eu posso ficar nesse acampamento aqui do asfalto?

    Estranhando eu retruquei:
    — Como você vai acampar e tocar o serviço aqui na Fazenda? Você está pedindo a conta ?

    — Não doutor, eu mando meu filho ficar lá. Ele vem comer aqui, e dormir, pois é pertinho!!

    Perguntei:
    — Que vantagem você leva ?

    Resposta:
    — Fazendo a inscrição eu passo a receber a cesta básica todo mês e quando sair o lote eu mando o menino pra lá, ou ponho uma “pessoa minha lá”.

    Categorias: 2000 | Nenhum comentário »

    Violência Urbana


    Estamos vivendo um surto mundial de violência urbana! O banditismo está presente no DNA de muitas pessoas.

    No Brasil o desemprego, a exclusão social e a má distribuição de renda são fatores agravantes!

    A violência não existe ou é pequena em países com:

    Legislação penal rigorosa, polícia eficaz e onde os direitos humanos dos cidadãos são levados em conta em relação aos direitos humanos dos bandidos.

    PROVIDÊNCIAS URGENTES:

    No Brasil duas coisas deveriam ser feitas imediatamente:

    1 – Votação imediata pelo Congresso Nacional de Leis Penais mais severas indo até a prisão perpétua e a pena de morte. Afinal de contas quantas mortes um traficante de drogas, por exemplo, desencadeia em 12 meses de atividade? Mortes em assaltos a mão armada !!

    2 – Endurecimento da Polícia, parar de privilegiar os supostos “direitos humanos” dos criminosos em comparação às punições e até morte que afetam as vítimas.

    Os possíveis erros das ações policiais são uma mínima fração em comparação com as tragédias desencadeadas pelos criminosos.

    Outras providências:

    Apesar do Governo ter tomado MUITAS MEDIDAS POSITIVAS, torna-se necessário outras para diminuir o desemprego e ativar a economia:

    Como não há como eliminar os erros cometidos nos último 08 anos no esforço de controlar a inflação (abertura comercial desastrada, juros altíssimos, supervalorização da moeda brasileira), há necessidade de tornar outras medidas para correr atrás dos prejuízos principais (endividamento externo e interno excessivo), desnacionalização exagerada de empresas, DESEMPREGO, EXCLUSÃO SOCIAL, etc.

    1 – Racionalização e diminuição de impostos, com urgente necessidade de eliminar os impostos em cascata: CPMF, Finsocial, PIS-PASEP, etc. Eles penalizam os mais pobres aumentando os preços dos produtos de consumo e de exportação.

    2 – Negociações bilaterais gerais de produto a produto para permitir o aumento das exportações, inclusive com novos mercados e novos produtos. Colocar negociadores experientes junto aos diplomatas.

    3 – Desoneração das folhas de salários transferindo muitos encargos para o salário mensal com eliminação de encargos exagerados como Férias de 30 dias, pagamento de 1/3 nas férias e 40% do FGTS nos desligamentos, etc. Privilegiar a renda em vez de penduricalhos !!

    4 – Racionalização e simplificação da Legislação Trabalhista.

    5 – Idem da Legislação Ambiental, com eliminação das incongruências e exageros.

    6 – Melhoria do sistema de arrecadação para que todos paguem os impostos devidos e que deverão ser menores.

    7 – Enxugamento das máquinas públicas (Federal, Estadual, Municipal) já em execução.

    8 – Eliminação de Órgãos públicos pouco úteis como os Tribunais de Conta (Federal, Estaduais e Municipais) terceirizando as tarefas realmente importantes para auditorias particulares, fiscalizados pelos órgãos legislativos e pela sociedade.

    9 – Diminuição do número de representantes na Câmara Federal, Assembléias Legislativas, Câmaras Municipais. Diminuição dos honorários respectivos para compatibilizá-los com o nível de renda das populações. Equalizar suas aposentadorias e pensões às dos outros cidadãos.

    10 – Mudar a Previdência para quem entra no sistema agora. Pontos principais:

    - Previdência básica governamental: restrita a contribuição e benefícios a 03 salários mínimos. Também os que ganham mais que 03 salários mínimos, contribuirão sobre os 03 salários mínimos e terão benefícios limitados aos 03.

    - O restante será previdência voluntária e privada.

    11 – Separar completamente desse sistema de Previdência a assistência médica e a assistência social.

    12 – Separar a previdência dos servidores públicos, inclusive militares e parlamentares de previdência normal (do item 10).

    Categorias: 2000 | Nenhum comentário »

    Renda Rural e Pobreza


    Os preços dos produtos da agricultura que sustentam a economia do Mato Grosso do Sul, estão caindo significativamente.

    Às vezes, eles apenas não acompanham os aumentos de custos dos outros bens e serviços. Às vezes, caso do feijão e arroz, caem em Real mesmo. O empobrecimento do produtor é catastrófico e facilmente identificável.

    O que muita gente, em especial o poder executivo e também os políticos não estão compreendendo, é que o empobrecimento acaba atingindo toda a população. Circula menos dinheiro, arrecadação de impostos não melhora. Quando melhora é porque o executivo conseguiu eliminar vazamentos previamente existentes.

    A queda do preço relativo do feijão, arroz, carne bovina, frango e outros produtos é inevitável. Deriva do aumento de produtividade da agricultura e as vezes da queda de consumo.

    A queda de consumo deriva da mudança de hábitos alimentares, secundária as modificações ocorridas nas famílias. Grande número de donas de casa passaram a trabalhar. Demandam alimentos de preparo fácil e rápido, onde entra o trigo como matéria prima básica.

    Esforços para melhorar os preços desses produtos básicos trazem resultados decepcionantes, considerando os subsídios e barreiras protecionistas nos países do 1º mundo.

    Terras virgens e de boa qualidade foram gastas exauridas. Para produzir com eficiência necessária, correção , adubação e sobretudo competência.

    Categorias: 2000 | Nenhum comentário »

    Informação–Comunicação–Responsabilidades


    As elites, políticas e econômicas têm acesso mais fácil a informação qualificada. Têm, pois, a responsabilidade de estudar a situação e começar a achar caminhos para amenizá-la ou corrigí-la, se possível.

    A corrupção, os desperdícios, tanto em obras e serviços dos governos como dos cidadãos mais bem aquinhoados tem de ser eliminados ou pelo menos amenizados.

    A grande facilidade de difusão da informação, a velocidade dos meios de comunicação atingem diretamente as pessoas e a mente de todos, inclusive dos menos favorecidos.

    As mesmas facilidades de comunicação facilitam o aparecimento de movimentos que vão conduzir esses “destituídos” a reagir para conseguir se apossar de mais bens e melhores condições de vida.

    A população vai rapidamente entender que programas como a reforma agrária estão tirando de quem tem, para dar para ninguém.

    Eles certamente vão procurar e achar outras maneiras de acessar bens, serviços e confortos.

    O aumento do emprego público como foi feito na Argentina e é feito em muitos lugares do Nordeste do Brasil, é medida ilusória e que generaliza o empobrecimento.

    É preciso criar outras soluções, o que passa por Educação, em especial, a profissionalização. Achar outras atividades econômicas, fazendo circular os bens e a riqueza.

    - Uns ganhando dinheiro dos outros.

    Turismo e exportação são altamente desejáveis. Os dois tem potencial no Estado. Necessário muito trabalho, competência e persistência para alcançar resultados com algum significado.

    Categorias: 2000 | Nenhum comentário »

    A violência no campo


    No Mato Grosso do Sul, a “violência rural” só se inicia quando uma propriedade é invadida.

    A violência começa com a própria invasão, quebra portões, abate gado e outros animais domésticos, roubo de milho, máquinas atingindo freqüentemente a própria residência do proprietário e empregados.

    Os proprietários, embora com o direito de retornar uma violência com outra de igual força, em geral não o fazem.

    A violência é, pois de origem unilateral, dos invasores e assim permanece. Eles fazem isso porque sentem as costas quentes. Pela omissão de autoridades, às vezes de alto escalão.

    Saem após receber presentes e prêmios para “desocupar”; recebem cestas básicas, lonas pretas, cobertores, dinheiro “para comprar remédios” e finalmente transporte. Saem da propriedade alheia e acampam no corredor de acesso da mesma ou em rodovia próxima. Nunca lhes é exigido que voltem de onde vieram.

    É corrente hoje a informação que a maioria deles vem de assentamentos onde o próprio INCRA os colocou. Muitos são pequenos comerciantes e prestadores de serviços nas cidades próximas. Também de que muitos são foragidos da justiça ou desocupados. A percentagem de barracos com gente é pequena.

    Fica a impressão nítida que certos escalões de Governo consideram construtivo para o bem público dar costas quentes a esses invasores.

    Os fazendeiros tem até agora apelado para as autoridades constituídas: judiciais, legislativas e policiais.

    Os juizes despacham prontamente as reintegrações de posse, se o pedido for correto.

    Os políticos dizem que vão ajudar!

    As autoridades policiais, atendem algumas ordens judiciais já em geral, com grande atraso e alegam numerosas razões para não cumprirem o mandato judicial.

    Ordens superiores dizem, são do Secretário e até mencionam o Governador. Ultimamente alegam que a decisão está com a “Comissão de Conflito” recém criada.

    Categorias: 2000 | Nenhum comentário »

    Na sombra do Pé de Pateiro


    Conversando depois do jantar em minha visita mensal à Fazenda Quatro Irmãos, em Cáceres, questionei a ausência do Joaquinzão, que era quem normalmente trazia os cavalos para minhas voltas pela fazenda.

    Perguntei ao Capataz Cinésio onde andava o Joaquinzão. Ele contou a seguinte estória:

    O cerqueiro Toribio estava acampado a beira do Corixão da Bolívia com a mulher, numa barraca encostada na sombra de um pé de Pateiro.

    Ele estava completando a cerca da divisa com a Fazenda Florida neste ano em que a enchente fora pequena e permitindo levar a cerca mais perto da divisa com a Bolívia e o vizinho.

    A comitiva vinha parando arrodeio para curar bezerro e salgar o gado.

    O Joaquinzão passando perto do Corixo viu a Ana Preta que estava ensaboando roupa numa pedra no Corixão, resolveu para cumprimentá-la.

    Conversando, a Ana Preta contou que o marido tinha ido na Fazenda Flórida, que era ali perto pegar um charque de carne de cervo que o Dorileo tinha caçado com ele no dia anterior.

    A Ana Preta estava terminando de lavar a roupa e perguntou ao Joaquinzão, se ele não queria tomar um tereré.

    Eram 09 horas de uma manhã de agosto e estava começando a fazer calor. Joaquinzão hesitou um pouco mas não resistiu e foi tomar o tereré na sombra do Pé de Pateiro que estava bem folhudo nesse ano.

    A Ana Preta era nova na Fazenda. Veio da Fazenda Tremendal com o cerqueiro Toribio, quando ele voltava de Cáceres com as compras.

    Perguntando como ela estava se dando aqui no Quatro Irmãos, comentou que ela era cara nova na Fazenda, que ela estava mais bonita depois que descansou da viagem de carreta.

    Conversa vai, conversa vem, eles acabaram se deitando nos pelegos que estavam abertos na sombra do Pateiro.

    Nisso chega a pé e quieto o Toribio Cerqueiro e “aí que aconteceu o desastre”, relatou o capataz: Ela apareceu desesperada aqui na sede contando que o Toríbio tinha sumido. Ora, o Joaquinzão também não retornou da volteada no fundo da invernada do Campo Fora. Apesar de uma longa procura não acharam o Joaquinzão.

    Quando o cavalo chegou arreado na sede da Fazenda eles sentiram que algum desastre tinha acontecido.

    Continuando a procura pelo Joaquinzão, finalmente ao chegar no Poço Fundo do Corixão para dar água para a tropa, viram um redemoinho de urubus que estavam rodeando o corpo inchado do Joaquinzão. Ele estava com a cabaça quase separada do corpo por uma degolada certeira.

    Poucos dias depois, chegou a notícia pela rádio-peão que o Toribio tinha sido visto de passagem no destacamento militar da Corixa.

    Voltando à sede, o capataz chamou a Ana Preta no escritório e após muitas lágrimas ela contou o acontecido debaixo do pé de pateiro.

    A rádio-peão comenta que Joaquinzão se afundou no trabalho nas derrubadas daquelas matas ao Norte de Cáceres.

    E nunca mais voltou!

    Categorias: 2001 | Nenhum comentário »

    Invernada do Aperto


    A comitiva do Retiro vinha juntando o gado na vazante do Orion que estava seca.

    Numa volta da vazante, o Tomás estava perfurando um tanque com o Cat D4 do Corintho.

    Os peões ouviam o barulho do motor, mas chegando perto verificaram que o trator de esteiras estava funcionando sem escavar.

    Acharam estranho e procuraram em roda pelo Tomás. Foi quando de cima de um paratudo ele chamou por eles. Surpresos eles perguntaram: O que foi Tomás?

    O Tomás contou: Eu tava tomando um tereré aqui na sombra quando uma “Pintada” curiosa veio ver quem estava fazendo o ronrunar do trator.

    Veio na minha direção e eu subi nesse paratudo. Foi um “aperto”!

    Desde então essa invernada que era nova passou a se chamar “Invernada do Aperto”.

    Categorias: 2001 | Nenhum comentário »

    As Torres Gêmeas de New York


    Até 11 de setembro, quem ía a New York, visitava as Twin Towers. Elas, com a visão de Manhattan e a Estátua de Liberdade, representavam a síntese da grandiosidade e progresso dos USA.

    Terroristas fanáticos, com precisão impressionante, jogaram um Boeing numa torre e 80 minutos depois na outra. Foi um ato terrorista altamente tecnificado, certamente muito dispendioso e bem planejado!!

    Cerca de 5000 desaparecidos!! Estão mortos.

    Nossas sentidas condolências a Nova Iorque e ao povo americano.

    É um ato de terrorismo maior e mais danoso que muitos outros praticados por fanáticos que não respeitam nem a própria vida!!

    Necessário fazer justiça e punir os culpados! O Brasil deve ajudar no que puder.

    Contudo é importante identificar o inimigo, puní-lo, eliminá-lo, se possível.

    Cuidar para fazer uso judicioso da força e do poder contra o inimigo certo, neste caso os agentes terroristas. Evitar excessos e agressão contra populações indefesas, que, na realidade não são culpadas.

    Não criar mais novos inimigos!!

    Categorias: 2001 | Nenhum comentário »

    O sonho do soldado


    Ouvi a seguinte estória:

    Um soldado do Afeganistão do Norte (rebelde) estava dando uma entrevista para uma repórter inglesa, já madura em anos.

    Lá pelas tantas ele pergunta:

    S – A Senhora conhece moças americanas?
    R – Sim, várias, diz a repórter.
    S – Eu admiro muito as americanas, meu sonho é casar com elas.
    R – Mas o Senhor quer casar com mais de uma ?
    S – Sim, porque nossa tradição é o homem ter quatro mulheres. Eu posso dar até quatro “gericos” por cada uma.
    O dote anual naquele País é o “Jegue”, não o camelo !
    R – Rindo bastante: Não vai ser fácil, mas como as americanas são imprevisíveis vou trabalhar o assunto, porque você é um rapaz muito “good loocking” e simpático!!!
    S – Por acaso a Senhora conhece a Julia Roberts ?
    R – Já entrevistei ela uma vez. Muito charmosa !!!
    S – Suspirando: Por ela “eu dou” até oito “gericos” !!!

    Categorias: 2001 | Nenhum comentário »

    « Outros artigos Próximos artigos »