Hélio Martins Coelho
  • Palavras chave

  • « | Home | »

    Banditismo e o Brasil

    O Banditismo é um problema muito sério e de difícil prevenção e está comprometendo a qualidade de vida da população e a atividade econômica do país.

    O bandido carrega sempre armas de fogo. Uma pessoa que esteja portando arma de fogo sem registro e sem “porte” é certamente um bandido.

    Portanto a detenção de pessoas portadoras de armas não registradas é um passo importante no controle do banditismo.

    Armas entram no país e nas cidades por contrabando ou são obtidas em assaltos de várias naturezas, inclusive em quartéis.

    O controle das armas pesadas é atribuição das forças armadas, que embora não desempenhem poder de polícia tem autoridade para apreender armas, detendo para isso as pessoas portadoras das mesmas.

    A cooperação entre polícia federal, polícia estadual e forças armadas certamente trará resultados positivos no controle ao banditismo.

    Hipótese de Trabalho:

    1) – Obter a cooperação das forças armadas, integrando seus meios e pessoal nas operações de apreensão de armas.
    Formação de grupamentos integrando pessoal e meios da polícia federal, polícias estaduais e forças armadas para montagem de barreiras em diferentes lugares e situações para apreensão de armas irregulares.

    2) – Esforços concentrados de acordo com a força de suporte:

    Exército – Faixa de Fronteiras, estradas, cidades do interior;
    Marinha – portos e vizinhanças das bases navais;
    Aeronáutica – Aeroportos, bases e vizinhanças.

    Cada grupo de uma dessas três forças seria acompanhado de um pequeno número de agentes da Polícia Federal e das Polícias Estaduais. APÓS A IMOBILIZAÇÃO DO BANDIDO PORTADOR DE ARMAS OU DROGA O POLICIAL RESPECTIVO (FEDERAL OU ESTADUAL) FARIA A PARTE CRIMINAL.

    O contingente armado federal tem de ser numeroso e bem equipado para NÃO DEIXAR DÚVIDA NA CABEÇA DO BANDIDO A HIPÓTESE DE ESCAPAR OU ATÉ DE SER PEGO COM ARMA OUTRA VEZ!!

    A força armada NÃO DEVERÁ participar de operações tipo “subir o morro” e similares. O papel dela será somente imobilizar o portador de arma ou droga para propiciar a ação da policia Federal ou Estadual na parte criminal.

    Recursos orçamentários ou aditivos extraordinários, seriam destinados às três forças, para suplementar as novas atividades.

    Ao mesmo tempo, o Governo soltaria várias medidas provisórias ou faria aprovar medidas legislativas para CORRIGIR AS LENIÊNCIAS DAS PENALIDADES, O PROBLEMA DE BANDIDOS MENORES DE 18 E OS PROCEDIMENTOS CARCERÁRIOS!

    Categorias: 2003 | 2 Comentários »

    2 comentários to “Banditismo e o Brasil”

    1. mariana Diz:
      maio 14th, 2010 às 19:32

      oi eu sou mariana e achei super massa a materia
      eu estou estudando sobre isso bjssss!!!!!!!!!!

    2. Eduarda Diz:
      abril 20th, 2011 às 16:36

      Gostei muitoo!

    Comentários